Colégio Fênix - Educar é o nosso compromisso

Área Restrita

PROJETOS DO FUNDAMENTAL II

PROJETO SOBRE O "BULLYING"
UNIDADE: Ensino Fundamental II
TEMA: "Bullying"
DISCIPLINA: Todas
SÉRIE: 6º ao 9º Ano

CARACTERÍSTICAS

Este projeto visa apresentar aos alunos do 6ª ao 9º ano o que é o "Bullying" e suas principais características, que são

  • 1. Maus tratos entre alunos: agressão física, verbal, humilhação, ameaças, exclusão;
  • 2. Existem os agressores, as vítimas e as testemunhas;
  • 3. Problemas com auto-estima, o rendimento escolar e o relacionamento;
  • 4. Ansiedade e medo;
  • 5. A pessoa que agride, provavelmente já foi agredida anteriormente ou por seus colegas ou pela sua família.
  • 6. Existe também o cyberbullying (ameaças de difamação na Internet)

Percebemos que essa realidade está muito presente em nossos alunos, o que nos causa grande preocupação, portanto, escolhemos este projeto como meio de ensinar aos alunos estratégias “anti-bullying”, visando uma melhor convivência e harmonia entre eles.

JUSTIFICATIVA

O Colégio Fênix mais uma vez vem cumprir com um dos seus principais objetivos com a educação e formação cultural dos seus alunos, quando prioriza como tema gerador para as atividades de 2009 “Responsabilidade social – Uma ação para mudar o mundo”. Queremos com esta abordagem encaminhar o trabalho com os nossos alunos dentro de princípios de consciência moral e cidadania, para atuarem na sociedade como atores e não como meros espectadores. Partindo do princípio de que somos todos responsáveis pela mudança que queremos no mundo, e baseados na nossa proposta pedagógica é que escolhemos o “Bullying” para ser trabalhado dentro da escola e fora dela, como uma questão social que vem abalando a sociedade, quando jovens se reúnem em lugares pré-determinados para agredir ou maltratar ameaçando e coagindo como forma de prazer.

Situando-se este Projeto no âmbito da responsabilidade social, as incursões no  universo social devem ser entendidas como uma maneira de conscientizar o ser humano a compreender melhor as questões e os problemas que ele enfrenta no seu cotidiano. E conscientes que as diferenças sociais existentes em nosso país são imensas, precisamos encaminhar os alunos dentro da conduta da cidadania para atuarem intensamente na sociedade cheia de desafios. Um desses desafios é a prática do BULLYING, cada vez mais presente na sociedade, em nossas escolas, nos nossos alunos, o que nos causa uma grande preocupação.

Não se trata somente de fazer uma revolução com relação ao BULLYING, mas sim de contribuir para uma melhor compreensão do tema. Assim, escolhemos este projeto como meio de ensinar aos alunos estratégias antibullying, oferecendo suporte moral através de dinâmicas, apresentação teatral, filmes elucidativos, documentários e palestras sobre como agir diante do problema, visando uma melhor convivência e harmonia entre os alunos.

OBJETIVO:

O objetivo geral do Projeto será a realização de uma brigada antibullying, na qual todos os alunos discutem estratégias de como evitar o problema na escola.
- Proporcionar o contato maior do aluno com o assunto, bem como incentivá-los a terem atitudes corretas e não violentas no trato e contato com o outro, fazendo-os ver que o BULLYING, ocorre muitas vezes de forma tão sutil, que quase passa desapercebido.
- Oportunizar aos alunos de  uma escola carente um momento de conhecer o trabalho do Colégio Fênix, com a apresentação da peça teatral e o desenvolvimento das atividades relativas ao tema, com o intuito de melhorar suas práticas de vivência individual e coletiva.

CRONOGRAMA, PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO E ETAPAS DO PROJETO (discriminação de tarefas):

MÊS DE MARÇO – Apresentação do conceito de “bullying”, através de pesquisa na internet e enciclopédias e logo após debate para levantamento de propostas e conclusões.
MÊS DE ABRIL – Apresentação em todas as salas do filme “A Corrente do Bem”.  Intervenções dos professores. Obs. Todos os professores deverão assistir ao filme antes de ser exibido para os alunos.
MÊS DE ABRIL – trabalhar o estatuto anti- bullying criado por alunos do  fênix.
MÊS DE ABRIL – Criar o concurso para escolher um novo slogan sobre o bullying.
MÊS DE MAIO – A montagem de mural para expor as pesquisas e descobertas, sensibilizando todo o alunado e a comunidade escolar em relação ao tema estudado.
MÊS DE JUNHO – Construção e distribuição de uma cartilha informativa, criação e interação em  comunidade virtual no site oficial do Colégio Fênix para trocas de experiências e depoimentos relacionados a prática do bullying.
MÊS DE AGOSTO – Os alunos podem usar suas habilidades tecnológicas e musicais (apresentar: Composições musicais, desenhos “artísticos ou em quadrinhos”, etc.)
MÊS DE SETEMBRO
MÊS DE OUTUBRO – Entrevistas gravadas com depoimentos de pais, alunos e professores de outros colégios, com a supervisão de equipe psicopedagógica.
MÊS DE NOVEMBRO – Culminância do projeto

RECURSOS A SEREM UTILIZADOS:

Internet para pesquisa de “bullying” no Brasil; material para a produção de um folheto sobre exemplos de bullying no país e de como termos atitudes anti-bullying em nossa escola: teatro, palestras, filmes, documentários, seminários, dança; música etc.

DURAÇÃO:

Todo o ano letivo de 2011.

AVALIAÇÃO:

Escolha e pertinência do tema: 1,0
Prazo: 1,0
Criatividade: 2,0
Conteúdo: 3,0
Comportamento no laboratório de informática: 1,0
Acabamento final: 2,0
Ao término do projeto, os trabalhos serão divulgados nos murais da escola.

  • Coordenadora Pedagógica: Sarlete Moura
  • Professores envolvidos: Marinalva Oliveira, Cícero Bruno, Ana Paula,Roberto César, Sales, Ricardo, ZuleiKa de Assis, Fernanda,Sumara,Glória,Gorete, Willian, Elisângela e Neila.
TRABALHOS SISTEMATIZADOS
  • Sugestões de filmes: “Bang-bang, você morreu”! e “Escritores da Liberdade” e “A corrente do bem”.

- Concurso para escolher o slogan do projeto.
- Trabalhar o estatuto contra o bullying.
- Apresentação de seminários sobre os temas racismo, pluralidade cultural, orientação sexual, entre outros, com reflexões e debates acalorados, até a criação e interação em comunidade virtual no site Orkut para trocas de experiências e depoimentos relacionados às práticas de bullying, e a montagem de um mural para expor as pesquisas e descobertas, sensibilizando todo o alunado e a comunidade escolar em relação aos temas estudados.
- Sugerir a eles que criem uma história de alguém que tivesse sofrido Bullying, no formato que eles acharem melhor. Sugerir que criem uma apresentação em Power Point ou fotonovela a ser organizada também no programa mencionado. Os alunos podem usar suas habilidades tecnológicas, musicais ou teatrais numa história (Composições musicais, peças teatrais, fotonovelas, filmes, fotologs), entrevistas gravadas com depoimentos de pais, alunos e professores de outros colégios, com a supervisão da equipe multipedagógica.

- Construção de cartilha Informativa. 

ABRANGÊNCIA SOCIAL DO PROJETO

- Considerando como ponto alto do trabalho pedagógico o tema “Responsabilidade social”, escolhido este ano para ser trabalhado com os alunos, entendemos que devíamos inserir o projeto Bullying, como mais uma forma de reforçar a cidadania e o respeito pelo outro.
Com este projeto pretendemos atingir não só os nossos alunos, mas também ser levado para fora de nossa escola através de ações sociais que serão desenvolvidas numa escola pública, onde serão feitas as apresentações teatrais preparadas pelos nossos alunos. O objetivo desta visita é conduzir os alunos num trabalho de sensibilização e cidadania para compreender que podemos contribuir com a melhoria que queremos no mundo fazendo a nossa parte.

CULMINÂNCIA

- O encerramento do Projeto do Bullying ocorrerá com as apresentações dos alunos na quadra da escola com a presença dos pais e convidados, onde será apresentado o “Sarau litero-musical” cuja abordagem principal será “A paz que você deseja no mundo começa em você”, além das reuniões para avaliação dos resultados.

OS PRÓPRIOS ALUNOS CRIARAM UM ESTATUTO ANTI-BULLYING
 
ESTATUTO ANTI-BULLYING
 

A palavra bullying é derivada do verbo inglês bully que significa usar a superioridade física para intimidar alguém. Também adota aspecto de adjetivo, referindo-se a "valentão", "tirano". Como verbo ou como adjetivo, a terminologia bullying tem sido adotada em vários países como designação para explicar todo tipo de comportamento agressivo, cruel, intencional e repetitivo inerente às relações interpessoais.
Constitui "ato infracional" o aluno que praticar todas as formas de atitudes agressivas, intencionais e repetidas, dos seguintes tipos de Bullying:

  • FORÇA FÍSICA: bater, chutar, beliscar, agredir física e gestualmente, portar arma, perseguir, ferir
  • VERBAL: apelidar, xingar, zoar, insultar,ofender
  • MORAL: difamar, caluniar, provocações racistas
  • SEXUAL: assediar, insinuar, induzir, abusar
  • PSICOLÓGICO: perseguir, amedrontar, aterrorizar, intimidar, dominar, infernizar, tiranizar, chantagear, manipular, ameaçar, humilhar
  • MATERIAL: esconder, roubar, destroçar pertences, destruir objetos ou infra-estrutura da escola
  • EXCLUSÃO SOCIAL: discriminar, ignorar, isolar, excluir
  • VIRTUAL: usar celular ou internet para executar as ações já mencionadas acima.


Incorrem em crimes previstos no Código Penal tais como:
Ofensas à Integridade Física Simples/ Grave, Art.º 143.º e 145.º do CP; Injúrias / Difamação, Art.º 180.º/ 181 CP; Ameaças, Art.º 153.º CP; Homicídio simples / qualificado Art.º 131.º e 132.º CP; Coação, 154.º CP.
No entanto os menores de 16 anos são inimputáveis, (Art.º 19º CP), o que não quer dizer que não sejam responsabilizados pelos seus comportamentos, uma vez que a prática de um fato qualificado como crime por um menor entre 12 e 16 anos de idade conduz à aplicação de uma medida tutelar educativa (Art.º 1.º da Lei Tutelar Educativa).
Pelo que aos Bullinys podem ser aplicados os seguintes tipos de medidas tutelares educativas previstas no Art.º 4.º da LTE:
Admoestação; Privação do direito de conduzir ciclomotores ou privar de se habilitar a tal; Reparação ao ofendido; Realização de prestações econômicas ou tarefas a favor da comunidade; Imposição de regras de conduta; Imposição de obrigações; e por fim as mais gravosas, Freqüência de programas formativos; Acompanhamento educativo; e pode chegar ao Internamento em centro educativo, que pode ser em regime aberto, em regime semi-aberto ou em regime fechado.
Embora o nome Bullying, não se encontre qualificado no âmbito da legislação Penal e do Estatuto da Criança e do Adolescente, mas as atitudes a que se refere o fenômeno configuram crime.
Art. 146 do Código Penal: "Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, ou depois de lhe haver reduzido, por qualquer outro meio, a capacidade de resistência, a não fazer o que a lei permite, ou a fazer o que ela não manda".
Art. 147 do Código Penal: "Ameaçar alguém, por palavra, escrita ou gesto, ou qualquer outro meio embólico, de causar-lhe mal injusto e grave".
Art. 5º da Lei 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente: "Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão aos seus direitos fundamentais".
Art. 17 da Lei 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente: "O direito ao respeito consiste na inviolabilidade da integridade física, psíquica e moral da criança e do adolescente, abrangendo a preservação da imagem, da identidade, da autonomia, dos valores, idéias e crenças, dos espaços e objetos pessoais".
Embora o nome Bullying, não se encontre qualificado no âmbito da legislação Penal e do Estatuto da Criança e do Adolescente, mas as atitudes a que se refere o fenômeno configuram crime.